Que tipo de recordes de vitórias Sansão poderia ter colecionado se tivesse aprendido a controlar seus desejos.

A liga nacional de futebol Americano, conhecida pela sigla NFL, tem uma mensagem para técnicos ambiciosos; quer vencer? Então você precisa primeiro dominar a si mesmo. Ao tentar justificar por que muitos clubes de futebol se recusam a contratar técnicos com sérios problemas de obesidade, um gerente geral indagou: “Como você pode exigir autocontrole dos jogadores se não o tiver?”.

NFL não foi a primeira organização a defender esse princípio; a necessidade de autocontrole vem diretamente da Bíblia?

Se há um homem no Antigo Testamento que mostre que o talento e as promessas não vingam por causa da falta de autodisciplina, este homem é Sansão.

Quem é Sansão

Muito conhecido como o homem mais forte que já existiu. Sansão recebe sua incrível força física de Deus, com o propósito de libertar seus compatriotas israelitas da opressão dos filisteus.

Deus seu nascimento, os pais de Sansão foram instruídos a criá-lo debaixo das regras rígidas que definiam um “nazireu” – alguém cuja fora dedicada a Deus de uma maneira especial.

Números 6:2-21

Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando alguém, seja homem, seja mulher, fizer voto especial de nazireu, a fim de se separar para o Senhor,
abster-se-á de vinho e de bebida forte; não beberá, vinagre de vinho, nem vinagre de bebida forte, nem bebida alguma feita de uvas, nem comerá uvas frescas nem secas.
Por todos os dias do seu nazireado não comerá de coisa alguma que se faz da uva, desde os caroços até as cascas.
Por todos os dias do seu voto de nazireado, navalha não passará sobre a sua cabeça; até que se cumpram os dias pelos quais ele se tenha separado para o Senhor, será santo; deixará crescer as guedelhas do cabelo da sua cabeça.
Por todos os dias da sua separação para o Senhor, não se aproximará de cadáver algum.
Não se contaminará nem por seu pai, nem por sua mãe, nem por seu irmão, nem por sua irmã, quando estes morrerem; porquanto o nazireado do seu Deus está sobre a sua cabeça:
Por todos os dias do seu nazireado será santo ao Senhor.
Se alguém morrer subitamente junto dele, contaminando-se assim a cabeça do seu nazireado, rapará a sua cabera no dia da sua purificação, ao sétimo dia a rapará.
Ao oitavo dia trará duas rolas ou dois pombinhos, ao sacerdote, à porta da tenda da revelação;
e o sacerdote oferecerá um como oferta pelo pecado, e o outro como holocausto, e fará expiação por esse que pecou no tocante ao morto; assim naquele mesmo dia santificará a sua cabeça.
Então separará ao Senhor os dias do seu nazireado, e para oferta pela culpa trará um cordeiro de um ano; mas os dias antecedentes serão perdidos, porquanto o seu nazireado foi contaminado.
Esta, pois, é a lei do nazireu: no dia em que se cumprirem os dias do seu nazireado ele será trazido à porta da tenda da revelação,
e oferecerá a sua oferta ao Senhor: um cordeiro de um ano, sem defeito, como holocausto, e uma cordeira de um ano, sem defeito, como oferta pelo pecado, e um carneiro sem defeito como oferta pacífica;
e um cesto de pães ázimos, bolos de flor de farinha amassados com azeite como também as respectivas ofertas de cereais e de libação.
E o sacerdote os apresentará perante o Senhor, e oferecerá a oferta pelo pecado, e o holocausto;
também oferecerá o carneiro em sacrifício de oferta pacífica ao Senhor, com o cesto de pães ázimos e as respectivas ofertas de cereais e de libação.
Então o nazireu, à porta da tenda da revelação, rapará o cabelo do seu nazireado, tomá-lo-á e o porá sobre o fogo que está debaixo do sacrifício das ofertas pacíficas.
Depois o sacerdote tomará a espádua cozida do carneiro, e um pão ázimo do cesto, e um coscorão ázimo, e os porá nas mãos do nazireu, depois de haver este rapado o cabelo do seu nazireado;
e o sacerdote os moverá como oferta de movimento perante o Senhor; isto é santo para o sacerdote, juntamente com o peito da oferta de movimento, e com a espádua da oferta alçada; e depois o nazireu poderá beber vinho.
Esta é a lei do que fizer voto de nazireu, e da sua oferta ao Senhor pelo seu nazireado, afora qualquer outra coisa que as suas posses lhe permitirem oferecer; segundo o seu voto, que fizer, assim fará conforme a lei o seu nazireado.

Juízes 13:3-14

Estas nações eram: cinco chefes dos filisteus, todos os cananeus, os sidônios, e os heveus que habitavam no monte Líbano, desde o monte Baal-Hermom até a entrada de Hamate.
Estes, pois, deixou ficar, a fim de por eles provar os filhos de Israel, para saber se dariam ouvidos aos mandamentos do Senhor, que ele tinha ordenado a seus pais por intermédio de Moisés.
Habitando, pois, os filhos de Israel entre os cananeus, os heteus, os amorreus, os perizeus, os heveus e os jebuseus.
tomaram por mulheres as filhas deles, e deram as suas filhas aos filhos dos mesmos, e serviram aos seus deuses.
Assim os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos do Senhor, esquecendo-se do Senhor seu Deus e servindo aos baalins e às aserotes.
Pelo que a ira do Senhor se acendeu contra Israel, e ele os vendeu na mão de Cusã-Risataim, rei da Mesopotâmia; e os filhos de Israel serviram a Cusã-Risataim oito anos.
Mas quando os filhos de Israel clamaram ao Senhor, o Senhor suscitou-lhes um libertador, que os livrou: Otniel, filho de Quenaz, o irmão mais moço de Calebe.
Veio sobre ele o Espírito do Senhor, e ele julgou a Israel; saiu à peleja, e o Senhor lhe entregou Cusã-Risataim, rei da Mesopotâmia, contra o qual prevaleceu a sua mão:
Então a terra teve sossego por quarenta anos; e Otniel, filho de Quenaz, morreu.
Os filhos de Israel tornaram a fazer o que era mau aos olhos do Senhor; então o Senhor fortaleceu a Eglom, rei de Moabe, contra Israel, por terem feito o que era mau aos seus olhos.
Eglom, unindo a si os amonitas e os amalequitas, foi e feriu a Israel, tomando a cidade das palmeiras.
E os filhos de Israel serviram a Eglom, rei de Moabe, dezoito anos.

Juízes 3:3-14

Como Sansão obteve sua força

A Bíblia diz que Sansão obtinha sua força especialmente pelo fato de manter o voto de nunca cortar seu cabelo.

E descobriu-lhe todo o seu coração, e disse-lhe: Nunca passou navalha pela minha cabeça, porque sou nazireu de Deus desde o ventre de minha mãe; se viesse a ser rapado, ir-se-ia de mim a minha força, e me tornaria fraco, e seria como qualquer outro homem.
Juízes 16:17

Ainda que, desde os primeiros anos de vida, Sansão tenha desfrutado um toque especial do Espírito do Senhor (Juízes 13.25), ele nunca dominou seus intensos desejos – essa negligência terminou levando a sua morte. Considere quatro áreas nas quais Sansão carecia de autocontrole:

Desejo sexual

Quando viu uma linda mulher filisteia, Sansão exigiu que seus pais os casassem, a despeito das advertências deles (Juízes 14:1-3). Quando o casamento não deu certo, ele dormiu com uma prostituta (Juízes 16:1) e com uma mulher traiçoeira chamada Dalila (Juízes 16:4)

Desceu Sansão a Timnate; e vendo em Timnate uma mulher das filhas dos filisteus,
subiu, e declarou-o a seu pai e a sua mãe, dizendo: Vi uma mulher em Timnate, das filhas dos filisteus; agora pois, tomai-ma por mulher.
Responderam-lhe, porém, seu pai e sua mãe: Não há, porventura, mulher entre as filhas de teus irmãos, nem entre todo o nosso povo, para que tu vás tomar mulher dos filisteus, daqueles incircuncisos? Disse, porém, Sansão a seu pai: Toma esta para mim, porque ela muito me agrada.

Juízes 14:1-3

Sansão foi a Gaza, e viu ali uma prostituta, e entrou a ela.
E foi dito aos gazitas: Sansão entrou aqui. Cercaram-no, pois, e de emboscada à porta da cidade o esperaram toda a noite; assim ficaram quietos a noite toda, dizendo: Quando raiar o dia, matá-lo-emos.
Mas Sansão deitou-se até a meia-noite; então, levantando-se, pegou nas portas da entrada da cidade, com ambos os umbrais, arrancou-as juntamente com a tranca e, pondo-as sobre os ombros, levou-as até o cume do monte que está defronte de Hebrom.
Depois disto se afeiçoou a uma mulher do vale de Soreque, cujo nome era Dalila.

Juízes 16:1-4

Ganância.

Sansão tenta usar uma aposta injusta para forçar os amigos de sua noiva filisteia a enriquecê-lo com roupas caras.

Assim Jefté foi com os anciãos de Gileade, e o povo o pôs por cabeça e chefe sobre si; e Jefté falou todas as suas palavras perante o Senhor em Mizpá.
Depois Jefté enviou mensageiros ao rei dos amonitas, para lhe dizerem: Que há entre mim e ti, que vieste a mim para guerrear contra a minha terra?
Respondeu o rei dos amonitas aos mensageiros de Jefté: É porque Israel, quando subiu do Egito, tomou a minha terra, desde o Arnom até o Jaboque e o Jordão; restitui-me, pois, agora essas terras em paz.
Jefté, porém, tornou a enviar mensageiros ao rei dos amonitas,

Juízes 11:11-14

A ira.

Sansão costumava reagir às más notícias ficando furioso.

Sansão Irado

Então o Espírito do Senhor se apossou dele, de modo que desceu a Asquelom, matou trinta dos seus homens e, tomando as suas vestes, deu-as aos que declararam o enigma; e, ardendo em ira, subiu à casa de seu pai.
Juízes 14:19

Então Sansão lhes disse: De agora em diante estarei sem culpa para com os filisteus, quando lhes fizer algum mal.
E Sansão foi, apanhou trezentas raposas, tomou fachos e, juntando as raposas cauda a cauda, pôs-lhes um facho entre cada par de caudas.
E tendo chegado fogo aos fachos, largou as raposas nas searas dos filisteus:, e assim abrasou tanto as medas como o trigo ainda em pé as vinhas e os olivais
Juízes 15:3-5

Vingança

Sansão viveu – e morreu – por causa da vingança. Ele adorava dizer coisas como: “Já que fizeram isso, não sossegarei enquanto não me vingar de vocês”

Disse-lhes Sansão: É assim que fazeis? pois só cessarei quando me houver vingado de vós.
E de todo os desbaratou, infligindo-lhes grande mortandade. Então desceu, e habitou na fenda do penhasco de Etã.
Então os filisteus subiram, acamparam-se em Judá, e estenderam-se por Leí.
Perguntaram-lhes os homens de Judá: Por que subistes contra nós. E eles responderam: Subimos para amarrar a Sansão, para lhe fazer como ele nos fez.
Então três mil homens de Judá desceram até a fenda do penhasco de Etã, e disseram a Sansão: Não sabias tu que os filisteus dominam sobre nós? por que, pois, nos fizeste isto? E ele lhes disse: Assim como eles me fizeram a mim, eu lhes fiz a eles.
Juízes 15:7-11

Então Sansão clamou ao Senhor, e disse: Ó Senhor Deus! lembra-te de mim, e fortalece-me agora só esta vez, ó Deus, para que duma só vez me vingue dos filisteus pelos meus dois olhos.
Abraçou-se, pois, Sansão com as duas colunas do meio, em que se sustinha a casa, arrimando-se numa com a mão direita, e na outra com a esquerda.
E bradando: Morra eu com os filisteus! inclinou-se com toda a sua força, e a casa caiu sobre os chefes e sobre todo o povo que nela havia. Assim foram mais os que matou ao morrer, do que os que matara em vida.
Então desceram os seus irmãos e toda a casa de seu pai e, tomando-o, o levaram e o sepultaram, entre Zorá e Estaol, no sepulcro de Manoá, seu pai. Ele havia julgado a Israel vinte anos.
Juízes 16:28-31

A falta de autocontrole de Sansão acabou levando-o a contar a Dalila o segredo de sua força. Ela o entregou aos inimigos dele mediante suborno, e Sansão terminou ficando cego e jogado numa prisão dos filisteus.

E descobriu-lhe todo o seu coração, e disse-lhe: Nunca passou navalha pela minha cabeça, porque sou nazireu de Deus desde o ventre de minha mãe; se viesse a ser rapado, ir-se-ia de mim a minha força, e me tornaria fraco, e seria como qualquer outro homem.
Vendo Dalila que ele lhe descobrira todo o seu coração, mandou chamar os chefes dos filisteus, dizendo: Subi ainda esta vez, porque agora me descobriu ele todo o seu coração. E os chefes dos filisteus subiram a ter com ela, trazendo o dinheiro nas mãos.
Então ela o fez dormir sobre os seus joelhos, e mandou chamar um homem para lhe rapar as sete tranças de sua cabeça. Depois começou a afligi-lo, e a sua força se lhe foi.
E disse ela: Os filisteus vêm sobre ti, Sansão! Despertando ele do seu sono, disse: Sairei, como das outras vezes, e me livrarei. Pois ele não sabia que o Senhor se tinha retirado dele.
Então os filisteus pegaram nele, arrancaram-lhe os olhos e, tendo-o levado a Gaza, amarraram-no com duas cadeias de bronze; e girava moinho no cárcere.
Juízes 16:17-21

A linha mais triste de toda essa história é está: “Mas[Sansão] não sabia que o SENHOR o tinha deixado”. No final, Sansão morreu juntamente com milhares de seus captores zombeteiros num ato final de vingança. Ele liderou Israel por vinte anos. Imagine o tipo de recorde de vitórias que Sansão poderia ter colecionado se tivesse aprendido a controlar seus desejos!

Que grandeza ele poderia ter alcançado se simplesmente tivesse autocontrole? Nunca saberemos. Mas sabemos que ele demonstrou a verdade da declaração de um antigo filósofo grego: “Nenhum homem é livre se não dominar a si mesmo”.

Moral da história: Nenhum homem vence se não controlar as próprias paixões.

Você gostou do post acima?

Você pode ter mais informações na página de sermões onde traz inúmeros sermões e introduções de outras cartas.

Você não conhece a Igreja Restauração e Vida? Em nossa página de contato você encontra nosso endereço e nosso telefone, venha nos fazer uma visita e participe conosco em nossos cultos.

Não esqueça também de compartilhar esse artigo com outras pessoas clicando nos botões de compartilhamento abaixo.

Compartilhe na sua rede social favorita